Afinal, qual é a hora certa de transar?

Afinal, qual é a hora certa de transar?

Postado por mberaldo - segunda-feira 31 janeiro 2011 22:46
erotismo,sexualidade humana

Em sua opinião, qual é o momento certo de ir para a cama em um novo relacionamento? Por mais que se diga que não há regras, todos sabemos que a nossa cultura  ainda é machista . Assim, a idéia geral é que eles devem chegar à cama o mais rápido possível para provarem que são viris, enquanto elas devem prorrogar ao máximo, a fim de provarem que são “moças sérias”. Ou seja, a confusão está armada, já que essa matemática não funciona!

A nossa tendência cartesiana  de colocar ordem e compartimentar tudo não funciona quando se trata de sexualidade e afetividade! Afinal, sentimentos diferentes podem, sim, ocupar o mesmo lugar no espaço. E isso vale para o medo e o desejo. Por isso, o mais importante neste momento é o autoconhecimento. Afinal, quanto mais a pessoa se nortear por regras externas, mais distante ficará de si, tendendo a extremos, como sair transando a torto e a direito, ou acabarem fixadas em fórmulas do tipo: só transo depois de tantos encontros ou de um compromisso assumido.

Com esta situação, ambos perdem: o rapaz, ansioso pelo sexo, quando acaba por  conseguir chegar aos “finalmentes”, muitas vezes ficam decepcionados, pois a moça  não rende na cama como renderia  se estivesse fazendo conscientemente o que quer:  é muito comum rapazes perderem a ereção porque tudo passa a ser  focado na penetração, e não há muitos recursos para promover a excitação. Isto acontece na maioria das vezes quando a mulher acaba cedendo ao sexo, mas tenta controlar a intimidade dele: é quando, já nus no motel, diz: “sexo oral não faço, tem que ter intimidade”… “tal coisa não faço, tenho que conhecer muito a pessoa”… ou seja: pra fazer sexo com uma pessoa, deve-se conhecê-la, independente de que  seja só penetração  ou todo o resto!!! Se é pra fazer, que seja pra fazer bonito, os dois se curtindo! E nada melhor do que deixar a intimidade ir crescendo em seu ritmo natural… às  vezes me  pergunto  aonde esconderam o famoso “sarrinho” do meu tempo! Caramba, como era bom!!! A gente conseguia segurar a excitação sem ter que transar, porque as brincadeiras eram muito boas, e dava pra chegar até o orgasmo sem riscos!

De qualquer modo, é importante saber  que  a hora certa é aquela em que você não tem dúvidas, e que seu corpo, seu coração e sua mente estão entregues ao desejo e àquela impagável sensação de estar muito à vontade ao lado do outro. Agora, se você  quiser saber qual a garantia de que ele vai ligar no dia seguinte ou de que vai querer te assumir,  infelizmente,  quando o tema é amor e sexo, não existem garantias. Até mesmo  porque sexo não é moeda afetiva. A única certeza que você pode assegurar-se é a de que seguiu seu coração, respeitou seus limites e desejos, agiu de acordo com seus valores e foi você mesma, sem ficar tentando parecer isso ou aquilo, e sim, foi  quem você realmente é!